Menu fechado

Cuidado com o que os seus olhos estão contemplando…

Todo meio de comunicação pode ser usado tanto para coisas boas como ruins. Porém, a velocidade com que se pode acessar a net e chegar a todos os lugares do mundo tem levado muitas pessoas ao pecado, principalmente da traição através da pornografia de forma fácil e rápida.

Temos ouvido muitas reclamações nesta área nos relacionamentos.

O poder da fascinação dos olhos está levando muitas pessoas a perder o domínio próprio e deixar-se levar pelo que a carne deseja.

Muitos homens têm trazido para os seus relacionamentos a mulher estranha (pelo menos a imagem dela) e não se dão conta do prejuízo espiritual para si e para o relacionamento conjugal.

Mulheres cheirosas em seus leitos, esperando o esposo, acabam sendo esquecidas e conseqüentemente abandonadas. Esse abandono de sentimentos, de cumplicidade, de afeto, acontece pelo fato de que o adversário de nossas almas tem como plano criar na mente dos homens um padrão de mulher perfeita:sem celulites, sem estrias, com corpos esculturais e longe das pelancas.

Em Mateus 6:22-23 “Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração. A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será trevas. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!”

Deus criou o sexo para que ele fosse desfrutado entre marido e mulher. É uma dádiva de Deus, um presente de Deus para seus filhos.

Os dois, uma só carne. Jesus disse: “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo: Qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração já cometeu adultério com ela” (Mt 5.27-28). Jesus referiu-se à mulher com a qual o homem não é uma só carne. Qual seria a intenção impura? A intenção de com ela praticar o ato sexual.

Tome posições de comprometimento com a pureza, com a fidelidade e diga não aos pratos de lentilha que satanás deseja clicar a sua frente.

Bispa Cláudia

Comentários